Negócios e Política

Como imprimir DANFE no emissor gratuito: 3 passos

Saber como imprimir DANFE no emissor gratuito é de grande valia para muitos empreendedores.

Geralmente diversos empreendedores confundem NF-e com DANFE. Ambos os documentos são semelhantes pois há uma relação direta entre eles – mas está bem enganado quem pensa que são a mesma coisa.

Sem ter conhecimento da função de cada um deles no cotidiano contábil da sua empresa fica complicado saber a relevância que deve ser dada para ambos. Siga a leitura para entender o que é, para que serve e como imprimir DANFE no emissor gratuito.

Para que serve o DANFE online?

Com o DANFE pode-se monitorar produtos em trânsito e ter acesso à informações básicas do processo como emissor e preço.

Ademais, com esse documento também é possível fazer uma consulta com relação à validade da NF-e e ajudar na escrituração das operações documentadas por nota fiscal eletrônica, sendo destinatário não ser colaborador credenciado a gerar a NF-e.

Enquanto a NF-e proporciona mais segurança e eficácia na operação fiscal, o DANFE online é importantíssimo pois permite que essas informações fiquem facilmente acessíveis fora do ambiente virtual.

O DANFE também possibilita conferir a presença de cartas de correção, baixar o arquivo XML e fazer uma consulta da nota fiscal sem precisar ter a chave de acesso.

Vale salientar que como o DANFE é encaminhado ao destinatário juntamente com o produto que foi adquirido, ele serve para que no momento do transporte da carga, os encarregados pela fiscalização tenham fácil acesso e possam comprovar que o que está sendo entregue é de fato aquilo que está descrito no documento.

Como é formada a chave de acesso do DANFE?

No total são 44 dígitos que compõem a chave de acesso do DANFE. Você pode pensar que são muitos números, mas fica simples compreender quando essa composição é observada separadamente:

  • Os dois primeiros dígitos são com relação ao código do estado em que a empresa foi registrada;
  • Os quatro dígitos seguintes se referem ao ano e mês da emissão da NF-e;
  • Os quatorze subsequentes são o CNPJ do emissor;
  • Os dois dígitos seguintes são o modelo da NF-e;
  • Os três próximos dígitos são a série da NF-e;
  • Os nove seguintes são o número da NF-e;
  • Os próximos nove são o código da NF-e, gerado pelo próprio sistema;
  • E o último é o dígito verificador.

Como fazer a consulta do DANFE online grátis?

Uma maneira de consultar o DANFE online gratuitamente é através do site da Secretaria da Fazenda. Para ter acesso a esse documento é só inserir os dígitos que constituem a chave de acesso.

A Sefaz também solicitará o Certificado Digital da empresa para, depois, fornecer todas as informações.

Quais informações devem estar no DANFE?

Um dos principais dados do Documento Auxiliar da Nota Fiscal Online é a chave de acesso, pois possibilita que os emissores tenham acesso a NF-e fora do espaço digital. O código de barras também é outro detalhe importante, pois facilita a leitura das informações através do leitor óptico, assim como o número e série da Nota Fiscal Eletrônica e a natureza da operação, se é saída ou entrada de serviços ou produtos.

Mas há outros itens que fazem parte da NF-e que também devem estar presente no Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica:

  • Dados do destinatário;
  • Tipo de operação;
  • Descrição dos produtos;
  • Transportadora encarregada;
  • Identificação do veículo utilizado;
  • Data e Hora de saída do produto;
  • Dados do emitente (CNPJ, Razão Social, endereço, telefone, Inscrição Estadual, etc.)
  • Impostos e valores da transação.

Como imprimir DANFE no emissor gratuito?

É bem simples gerar um DANFE. Não é necessário muito esforço e pode ser finalizada em poucos minutos cumprindo os passos a seguir:

1. Utilize um único emissor para NF-e e DANFE

É necessário que o DANFE seja gerado no mesmo sistema que é utilizado pela empresa para fazer a emissão da NF-e. Foi o Ministério da Fazenda quem fez essa recomendação e é uma maneira de diminuir a possibilidade de acontecer divergências entre os dados de ambos os documentos.

Isto é, se você utiliza um sistema próprio para gerar a NF-e, é nesse mesmo sistema que o DANFE online deve ser gerado. Obviamente que esse sistema também necessita estar configurado para fazer a emissão dos dois documentos.

2. Selecione a NF-e da operação

Assim que a NF-e estiver emitida, basta selecionar o arquivo e gerar o DANFE. Esse documento é a representação gráfica da Nota Fiscal eletrônica, por esse motivo para emitir o DANFE vai depender de um XML da NF-e validado.

3. Imprima o DANFE online

Concluído! Agora basta fazer a impressão, salvar no dispositivo ou então encaminhar o DANFE online por e-mail. É possível também importar esse arquivo no formato PDF, o que vai facilitar na leitura, e também no armazenamento do documento.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 8 =