Negócios e Política

Como juntar dinheiro para comprar um imóvel: 5 dicas

Entender como guardar dinheiro para adquirir um imóvel é o grande impasse de vários brasileiros que querem muito ter a casa própria, afinal de contas, é necessário ter um adequado planejamento para atingir essa conquista.

Com muito foco e organização financeira, até mesmo as pessoas que não ganham muito podem alcançar esse sonho, que muda a vida de qualquer família, mais cedo do que várias pessoas imaginam.

Como juntar dinheiro para comprar um imóvel?

Pensando em te ajudar a conquistar seu imóvel, organizamos esse artigo com sugestões importantes sobre como juntar dinheiro para comprar um imóvel. Siga a leitura!

Analise suas finanças

A princípio, é necessário entender quais são suas finanças. Para isso, é crucial avaliar quais são suas despesas mensais, como conta de água, luz, internet, supermercado, além dos gastos que podem ser reduzidos e evitados.

Seja bem detalhista nesse momento e anote até os mínimos gastos, como por exemplo, o café que você não deixa de tomar todos os dias após o almoço, o bombom que você normalmente adquire e outros elementos que parecem irrelevantes, mas que, quando juntados, podem ser determinantes no sucesso ou fracasso de um planejamento financeiro.

Trace suas prioridades

Após entender a situação das suas finanças, é a hora de definir suas prioridades. É indicado fazer uma lista incluindo todos seus planos, como realizar uma viagem, estudar uma nova língua, aprimorar os estudos e, obviamente, a compra de um imóvel.

Após, pense quanto ao prazo para cada uma dessas vontades e quanto elas são importantes para você. Considere também sobre o que é crucial para seu crescimento tanto pessoal quanto profissional, e o que pode ser colocado como uma das últimas prioridades.

Traçar prioridades é muito importante, pois essa reflexão deve promover transparência aos seus planos e ajudar você a planejar metas mais ajustadas com suas necessidades e realidade.

Defina a quantia que quer juntar e o prazo

Para que dê tudo certo no seu planejamento financeiro, é essencial entender onde você quer chegar. Para isso, é necessário definir, antes de qualquer coisa, quando será preciso juntar e em quanto tempo.

Depois de saber essas informações, você pode fazer o cálculo do quanto é necessário guardar por mês para atingir seu objetivo. Não se esqueça que é fundamental traçar uma meta dentro da sua realidade, mesmo que isso faça com que você demore um pouco mais para adquirir seu imóvel. 

Por esse motivo, se ao observar suas finanças você notar que pode guardar R$500 por mês, por exemplo, não adianta nada fazer um planejamento para guardar R$800, pois ele tem altas chances de não dar certo.

Controle seus gastos

Guarde um valor para comprar um imóvel requer organização – razão pela qual é necessário controlar os gastos. Atualmente, é possível fazer todo esse planejamento através de planilhas e aplicativos de finanças, por exemplo.

Ao aderir esse costume se torna possível observar exatamente para onde seu dinheiro está indo e, consequentemente, evitar gastos desnecessários e excessos. 

Faça trocas inteligentes

Quando pensamos em guardar dinheiro, geralmente, associamos a ideia de que não se deve mais gastar dinheiro e que é preciso abrir mão daquilo que gostamos. Contudo, não é necessário que um planejamento financeiro seja tão radical. 

Ao fazer escolhas sábias, torna-se possível guardar o dinheiro sem abrir mão das coisas que você gosta, é só saber controlar para onde seu dinheiro está indo, uma vez que os mínimos gastos que temos no cotidiano, diversas vezes, são o que nos atrapalha de guardar mais dinheiro no final do mês.

Veja, por exemplo, se você utiliza tudo o que seu plano de celular e internet oferecem ou se é possível escolher uma opção mais barata, avalie as compras que você realiza no supermercado etc. 

Quanto é necessário economizar por mês para comprar um imóvel?

Diversas pessoas acreditam que realizar o sonho da casa própria é algo complicado, pois avaliam apenas a quantia final do imóvel. De fato, não se trata de uma baixa quantia. Contudo, é raro as famílias poderem arcar com o valor de um imóvel à vista.

Mais e mais pessoas têm conquistado seus imóveis através de financiamentos de longo prazo. Desta forma, não é preciso juntar toda a quantia do bem, é só ter o valor exigido para entrada.Hoje em dia, é preciso saber como dar entrada em um apartamento para em pouco tempo estar no novo imóvel, é necessário contar com 20% do preço total do imóvel, além de um valor separado para arcar com as despesas da documentação.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + treze =