Negócios e Política

Por que ter um cartão de crédito para empresa

O cartão de crédito pj tem sido ideal para contribuir com o crescimento dos pequenos negócios. Embora muitos acham que este meio de pagamento é o vilão do controle financeiro, quando bem usado, ele traz inúmeros benefícios.

Principalmente para as pequenas e microempresas, onde nem sempre é fácil conseguir crédito para investir, o cartão pode dar aquele fôlego necessário para comprar mercadorias, matéria-prima ou contratação de ferramentas a prazo, ou parceladas, e vender e receber à vista do seu cliente.

Pensando nesta lógica, o limite do cartão empresarial – que funciona como um empréstimo e não tem cobrança de juros se pago até a data do vencimento – auxilia no fluxo de caixa e no capital de giro.

Mas afinal, o que você acha: contratar um cartão PJ vale ou não a pena? É exatamente o que você vai entender neste conteúdo. Confira quais são as vantagens e desvantagens, como usá-lo de forma benéfica e os cuidados que são necessários tomar quando se contrata este serviço.

Cartão de crédito para empresa: como funciona:

Se você já tem um cartão de crédito contratado com seu CPF, saiba que a forma de funcionamento é basicamente a mesma: você solicita, passa por uma análise, recebe seu limite de crédito, utiliza e paga na data de vencimento acordada.

Agora, se você utiliza o seu cartão pessoal na sua empresa, pare imediatamente. Essa simples atitude pode complicar e atrapalhar todo o seu controle financeiro, tanto pessoal quanto empresarial.

Além disso, quando se solicita um cartão de crédito utilizando seu CNPJ, o limite de crédito tende a ser mais alto, principalmente se a sua empresa honrar com seus compromissos financeiros em dia e é bem vista no mercado.

Para solicitar o cartão de crédito para empresa, o processo também tende a ser bem parecido com um cartão pessoa física: é necessário ter um CNPJ ativo – o status positivo de que sua empresa está totalmente regularizada a desenvolver suas atividades econômicas – e entrar em contato com a instituição financeira escolhida por você.

Mas como dito anteriormente, é comum que essas instituições, antes de conceder acesso ao cartão empresarial, façam uma análise de crédito onde se verifica se a sua empresa realmente tem condições de pagar pelo crédito solicitado.

Um ponto importante a se considerar é que cada banco é livre para criar suas próprias políticas para definir se sua empresa está ou não apta e ter um cartão ou qualquer outro serviço disponibilizado por eles.

Por que ter um cartão de crédito empresarial:

Sabendo um pouco mais sobre como funciona um cartão de crédito PJ, é hora de começar a conhecer sobre as vantagens de ter essa forma de pagamento na sua empresa. 

  1. Gastos pessoais e gastos empresariais

A primeira grande vantagem de se ter um cartão de crédito exclusivo para sua empresa é conseguir separar o que é gasto corporativo do que é gasto pessoal. Assim, tudo o que é gasto para fins corporativos fica mais fácil de controlar e entender o quanto isso impacta no seu lucro.

Quando se tem sócios, este fator se torna mais importante ainda, pois possibilita conciliar os gastos que cada um teve para seu respectivo setor e separá-los no final de cada ciclo.

Sendo assim, em resumo, a separação de gastos pessoais dos gastos corporativos já pode ser considerada uma grande vantagem de se ter um cartão para pessoa jurídica.

  1. Gastos centralizados

Administrar uma empresa exige ter muita clareza de todo valor que entra e sai do seu caixa. A partir disso é que você consegue analisar se o lucro obtido compensa o custo mensal para mantê-la e não ir à falência.

Então, tudo o que puder ser feito para facilitar a compilação e acompanhamento desses dados é importante. E partindo deste raciocínio, a melhor forma de facilitar essa compilação é centralizando todas as transações financeiras do negócio em um único local – que, neste caso, será o cartão de crédito.

  1. Limite mais alto

Isso aqui não é uma regra, mas o limite de crédito tende a ser mais alto que o de pessoa física quando se tem um cartão ou uma conta PJ.

Mas é claro que, com isso, é preciso muito mais cuidado para manter a organização financeira e não gastar mais do que deve. No entanto, ter um bom limite significa ter também um maior poder de compra.

É possível, por exemplo, comprar matéria-prima parcelada, ou a prazo, e receber à vista do seu cliente. Ou seja, maior fluxo de caixa para investir ou aproveitar oportunidades.

  1. Taxas de juros mais baixas

Isso aqui também não se trata de uma regra, mas é muito comum as taxas de juros serem mais baixas quando se fala em cartão de crédito para empresa, seja no crédito rotativo, ou no juro cobrado por atraso de pagamento.

Isso ocorre devido ao fato de as instituições financeiras entenderem que o risco de inadimplência da pessoa jurídica é menor que o risco para pessoas físicas e, dessa forma, permitem taxas mais atrativas para negociação.

  1. Isenção na anuidade

Nos últimos anos, uma onda de soluções tecnológicas surgiu no Brasil com serviços financeiros muito mais baratos e atrativos. Isso se deu devido à chegada das fintechs, que deixou o mercado de crédito mais competitivo.

E um desses serviços barateados é exatamente o cartão de crédito, que passou a ter a famosa anuidade isenta. Esse valor é, normalmente, cobrado uma vez ao ano e varia de acordo com a instituição financeira e até mesmo o limite do cartão.

Ao analisá-lo friamente, pode até parecer um valor baixo, mas não precisar pagar essa taxa possibilita usar o dinheiro e investir em outras coisas para a própria empresa. Afinal, toda pessoa que administra uma empresa sabe da importância de cortar cada centavo para conseguir ter bons lucros.

Um exemplo de banco que oferece a anuidade gratuita é a Cora, empresa que disponibiliza conta corrente digital também sem custo aos clientes.

Cuidados com o cartão de crédito

Usar o cartão com cautela pode sim ajudar muito no crescimento da sua empresa. Evitar atrasos faz com que você fuja dos tenebrosos juros, que nesta modalidade, é considerado um dos mais altos no país.

Sendo assim, uma dica importante para evitar dores de cabeça é: faça controle de tudo o que é gasto nele e corte o uso imediatamente quando perceber que se está gastando acima do esperado.

Administrar uma empresa requer muita atenção, cuidado e organização. Utilize ferramentas e serviços que te ajudem a controlar de forma rápida, eficaz e confiável tudo o que envolve sua empresa.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − quatro =