Pets e Natureza

Confira 7 dicas para cuidar do seu pet com a chegada do frio

Cães e gatos dão sinais de que estão sentindo frio e cabe aos tutores
protegê-los com cobertas, banhos menos frequentes e vacinação contra a gripe

As temperaturas mais baixas chegaram e, ao contrário do que muita gente acredita, os cães e gatos também sentem frio e podem ficar doentes. Portanto, essa é hora de tomar algumas providências para manter seu pet saudável nessa estação gelada. De maneira geral, os animais maiores e com pelos longos resistem melhor ao frio, por criarem uma barreira física protetora da pele, já os pequenos e de pelos curtos acabam sofrendo mais.

Para muitos tutores, é difícil identificar se o cachorro está com frio, mas a médica-veterinária do Hospital Veterinário Batel (HVB), Melanie Anesi Laska, informa que é possível observar alguns sintomas. “Tremores são muito comuns e facilmente observados, especialmente após um passeio fora de casa, onde a temperatura é mais baixa”, alerta.

Melanie explica que, se o seu animalzinho estiver encolhido e quietinho num canto mais quente, isso também pode ser um sinal de que ele está com frio. “Respiração lenta também é um sinal de frio, porém é menos presenciado que os outros”, comenta.

Como aquecer o cão

E como aquecer o cãozinho no inverno? “Se notar que ele sente frio, acomode-o em local aquecido e coloque um cobertor sobre ele. Caso ele tenha que ficar do lado de fora de casa, forneça uma casinha em um local mais escondido, longe da chuva e correntes de ar, com cobertores e paninhos para que ele possa se aquecer. Além disso, as roupinhas também são bem-vindas”, aponta a médica-veterinária do HVB.

Gatos também sentem frio e ficam encolhidos

Já os gatos ficam encolhidos e embaixo das cobertas por mais tempo durante o frio, com os pelos arrepiados, patas e orelhas mais frias, além de ficarem mais tempo expostos ao sol e mais próximos dos tutores e companheiros felinos.

Devido à baixa imunidade, é comum notar gripe entre os felinos. Os sintomas são espirros, secreção no nariz e conjuntivite. “Os gatos que têm asma ou bronquite podem ter mais crises nessa época. Deve-se ter cuidado com os aquecedores de ambiente”, afirma. Isso porque esses equipamentos diminuem a umidade do ar causando ou agravando os problemas respiratórios.

Cães e gatos idosos estão mais propensos a adoecer no inverno

A atenção deve ser redobrada aos animais idosos e filhotes. “Os animais com idade avançada ou que sofrem com problemas osteoarticulares, como artroses e hérnia de disco, tendem a sentir mais dor em dias mais frios”, completa a médica-veterinária do HVB.

Portanto, é importante mantê-los aquecidos e as roupas podem ser grandes aliadas. Pela dificuldade que apresentam em manter a temperatura do corpo, os cães e gatos idosos estão mais propensos a adoecer quando as temperaturas esfriam. “Se o cão possui algum problema articular, é comum também observar maior dificuldade em sair da caminha. A dica é espalhar cobertores pela casa e verificar se é o caso de prevenir os problemas de artrite que se observam com frequência em cães e gatos mais idosos”, observa Melanie.

Gatos idosos têm em geral artrose, o que piora no frio, fazendo com que tenham mais dor e dificuldade de se deslocar até comedouros e bebedouros, subir nas camas e sofás e entrar em armários.

Para os felinos, a dica é espalhar cobertas pela casa, colocar tocas e caixas de papelão com mantas dentro e evitar cômodos muito gelados. Para quem tem gato com acesso aos carros, cuidado máximo, já que eles podem entrar nos motores em busca de calor.

É importante também monitorar a hidratação, estimulando o consumo de água e de alimento úmido, espalhando mais potes e fontes de água pela casa.

A vacinação em dia aumenta a imunidade, protegendo seu pet contra doenças sazonais. “Elas são importantes em todas as épocas do ano e são definidas conforme idade e estilo de vida do gato”, conclui Melanie.

Anote 7 cuidados com os pets durante essa época do ano

  1. Providencie uma caminha com cobertor ou manta para que seu cão não se deite diretamente no chão frio
  2. Caso seu cão fique fora de casa, providencie um abrigo fechado para que ele possa se proteger do vento e da chuva
  3. Roupinha em animais de pelagem curta não é frescura. Escolha um modelo que cubra o dorso e o peito do seu cão. Nos gatos, as roupas são indicadas somente para os gatos sem pelos, com os da raça Sphynx. Em geral, os gatos não gostam de usar roupas e nem de tomar banho
  4. Leve seu pet para passear nos horários em que não estiver ventando ou chovendo
  5. Os banhos podem ser quinzenais e com água morna. E lembre-se de secar o pelo com secador. Aumente o intervalo entre os banhos, preferindo sempre os dias mais quentes para banhos
  6. Vacine anualmente seu cão contra a gripe canina. A doença é muito contagiosa nas épocas frias do ano
  7. Aquecedores podem ser utilizados, desde que respeitando a distância e as recomendações do produto para não comprometer a saúde dos animais e evitar acidentes como queimaduras e choques elétricos, especialmente em gatos

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.