Cotidiano

Com a proximidade do inverno, Escolha Segura lista de aquecedores elétricos

Canal explica as diferenças que o consumidor pode encontrar no momento da compra

A chegada do inverno após a segunda quinzena do mês de maio faz com que os moradores de regiões mais frias procurem com maior frequência os aquecedores elétricos em lojas de departamento ou até mesmo pela internet.

Com isso, o Canal Escolha Segura aproveitou o momento para listar os melhores eletroportáteis, com dicas para escolher melhor e economizar na compra e na conta de luz no final do mês.

“Comprar um aquecedor elétrico pode parecer bem simples, mas se o consumidor errar, pode acabar se decepcionando, então é preciso analisar a frequência que o produto será utilizado e em qual ambiente da casa ele será colocado. Recomendo o uso moderado de qualquer um deles, porque ao mesmo tempo que pode aquecer nos dias frios, também pode afetar o sistema respiratório por ressacar o ambiente”, explica Bruno Lagoela, fundador do Canal Escolha Segura.

Existem seis tipos de aquecedores mais comuns, alguns com vantagens e desvantagens, o Escolha Segura explica quais são as diferenças para que não se tenha problema.

O aquecedor incandescente é o mais comum, já que o preço é mais em conta. Ele trabalha com resistências incandescentes que ficam projetadas em grades metálicas. Dessa forma, tem a vantagem de ser mais eficiente energeticamente, já que transforma toda energia consumida em calor. Mas tem um outro lado, que deixa o ambiente mais seco e pode causar queimaduras em crianças ou animais, portanto todo cuidado é pouco no momento do uso.

Outro tipo bastante conhecido é o termo-ventilador, que trabalha de forma muito parecida com o incandescente, mas com uma melhor dissipação do calor. Isso compromete um pouco o desempenho dele, mas, por outro lado, é mais fácil de se transportar de um ambiente para outro.

Mais um modelo encontrado é o aquecedor cerâmico, que tem a resistência protegida por uma cerâmica, que retém mais o calor e dissipa mais ainda no local, o que pode atrapalhar um pouco é o barulho, que lembra um ar-condicionado, mas pode esquentar mais rápido e não ressecar tanto o ar.

Ainda temos os aquecedores a óleo, que também são elétricos, mas possuem um radiador que esquenta como se fosse um aquecimento central, o ambiente não resseca porque o ar entra em contato com a resistência. O problema nesse caso é a conta de luz, já que o aquecimento é mais lento e o consumo de eletricidade é maior, além de ser um modelo mais caro.

Fora esses modelos listados pelo Escolha Segura, o consumidor pode contar com o climatizador de ar, que funciona basicamente como o ar-condicionado, seja para aquecer ou resfriar o ambiente, eles são mais caros que os aquecedores padrão, porém, podem ser utilizados o ano inteiro, já que resfria e esquenta o ambiente.

Sobre o Escolha Segura

Fundado por Bruno Lagoela em 2016, o site, o canal do Youtube e o podcast servem para mostrar resenhas de produtos de tecnologia, eletrônicos e eletrodomésticos, em geral, para o consumidor na hora decisiva da compra. Comparação de produtos e marcas, experimentos e demonstrações ajudam na escolha dos melhores produtos. Ao assistir os vídeos do canal, as chances de fazer uma escolha segura aumentam. Esta é a proposta.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.