Cotidiano

Veja o que estudar para o Enem e reinvente o seu modo de assimilar os conteúdos!

Uma das provas mais aguardadas todos os anos, o Enem costuma mobilizar milhões de pessoas que buscam uma vaga para o ensino superior. Só a prova de 2020 teve mais de 5 milhões de inscritos, como divulgou o Ministério da Educação. Confira aqui o que estudar para o Enem e saiba como se preparar!

Como funciona a prova?

A prova do Enem compreende um vasto conteúdo que engloba praticamente toda a grade curricular dos três anos do ensino médio regular. 

As disciplinas são aglutinadas por proximidade, como Ciências Humanas, por exemplo, que compreende em uma mesma prova: História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Apenas Matemática tem uma prova “solo”.

No total são 4 cadernos de prova com 45 questões cada, além da redação. A prova é dividida em 2 dias, veja abaixo:

1º dia de prova

O primeiro dia de provas é composto por 2 cadernos de prova + a redação: 

  • 45 questões de múltipla escolha de linguagens e códigos (Português, Literatura e a prova do idioma escolhido); 
  • 45 questões de Ciências Humanas (História, Geografia, Sociologia e Filosofia); 
  • Redação Dissertativa, de 7 a 30 linhas com tema revelado no dia da prova. 

A prova tem duração de 5 horas e meia, começando às 13h30 e encerrando às 19h.

2º dia de prova

No segundo dia de provas, o exame tem apenas dois cadernos:

  • 45 questões de Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia); 
  • 45 questões de Matemática. 

A prova tem duração de 5 horas, começando às 13h30 e encerrando às 18h30. É importante lembrar que em ambos os dias os candidatos têm das 11h30 (quando abrem os portões) até às 13h para entrar no local do exame, nem um minuto a mais.

O que estudar para o Enem?

Como adiantamos, a matriz de conteúdos da prova do Enem compreende quase todos os conteúdos estudados no 1º, 2º e 3º ano do ensino médio. 

Logo, você terá muito o que estudar para o Enem, por isso, será necessário definir prioridades e se organizar para dar conta de tudo.

Faça algumas perguntas importantes antes de começar:

  • Quanto tempo falta para a prova?
  • Quais as matérias você tem mais facilidade e dificuldade? 
  • Quantas horas você tem disponíveis para estudo?

Após ter essas respostas você deve analisar o edital e o conteúdo cobrado. Para saber todos os conteúdos que estão previstos para o Enem, veja nosso artigo sobre o que cai no Enem, conheça todas as matérias e monte seu cronograma de estudos.

Além desses conteúdos, o que mais cai no Enem? A redação, no entanto, como sabemos, o tema é revelado apenas no dia do exame. Para ter uma ideia dos assuntos mais quentes para o Enem 2021, veja o vídeo abaixo:

7 dicas para otimizar seu estudo e colocar em prática já

Você já sabe o que estudar para o Enem certo, mas como tornar seu estudo mais proveitoso? Separamos aqui sete  boas dicas.

1. Leia com calma

Uma boa parte da prova do Enem se resume em três palavras: interpretação de texto. Por isso, para praticar, você deve ler  bastante e com calma para adquirir uma interpretação bem apurada. 

Lembre-se de que você terá cerca de 3 minutos para responder cada questão. Por isso, é essencial que entenda o enunciado de forma ágil. 

2. Conheça seus pontos fortes e fracos 

Todos têm mais facilidade e dificuldade com uma disciplina ou outra, certo? Uns são melhores em  provas de humanas, outros têm aptidão para questões mais ligadas a exatas, e por aí vai.

É preciso que você conheça bem quais matérias tem mais dificuldade para que o seu cronograma de estudos tenha mais tempo reservado para essas disciplinas que você tem menor domínio. 

Sempre separe mais tempo de estudo para Matemática. Isso porque ela é a única disciplina que tem 45 questões só dela, logo, é a prova que será mais demorada, por conta do volume.

3. Fique atento às questões transdisciplinares

Algumas disciplinas trazem questões que se misturam e abordam o conteúdo de forma transdisciplinar. É bem comum que as provas de Ciências Humanas, por exemplo, abordem uma questão de Geografia que pode também ter um foco na História.

Esse formato costuma aparecer também nas provas de Linguagens e de Ciências da Natureza.

4. Não subestime a prova de idioma

Por mais que a prova de idiomas do Enem seja relativamente simples, é preciso estudar, assimilar bem os conteúdos e treinar. Afinal, quanto mais você adquirir um domínio dos conceitos básicos, mais fácil será gabaritar a prova.

5. Se foque nos conceitos e não em decorar fórmulas

Muitas disciplinas como Matemática, Física e Química possuem diversas fórmulas e muita gente fica focada em decorá-las, o que é contraproducente. São três anos de conteúdo, será muito tempo despendido nessa decoreba.

Por isso, a melhor estratégia é deixar de lado essa prática, se concentrar e praticar com exercícios para se aprimorar.

7. Trabalhe a redação à parte

A redação tem um peso diferente no Enem. Por isso, você deve praticar os seus preceitos, concentrando-se em escrever uma dissertação que tenha introdução, desenvolvimento e conclusão. Todas essas partes devem conversar bem entre si e respeitar o tema proposto.  

Durante os simulados,teste escrever o rascunho da redação no começo da prova e depois a versão final, sempre cronometrando o tempo e variando os temas para ver como você se sai.

8. Faça simulados com as provas anteriores

Por fim, algo que não pode faltar são os simulados. Todas as provas do Enem estão disponíveis no portal do Inep, vá fazendo as últimas, sempre cronometrando o tempo que você demora para fazer a prova.

Lembre-se de que são provas longas, por isso, tente fazer algumas vezes para treinar sua resistência e se preparar, mas sem forçar para não se desgastar. Para ajudar a se organizar nessa preparação, você pode recorrer a um aplicativo de estudos.

Um ponto muito importante para que seus estudos rendam mais é ter um cronograma de estudos. Veja como montar um!
Esse artigo foi escrito pela Estudaqui, empresa de Educação com soluções inteligentes para proporcionar um estudo de alto desempenho para que estudantes alcancem seus objetivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *