Negócios e Política

Contratação de refugiados por empresas de tecnologia contribui para o crescimento econômico e geração de empregos

Startup brasileira alinhada aos ODS da Agenda 2030 faz conexões para consolidar meta de crescimento econômico sustentável, emprego pleno e trabalho decente

“Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos”. Este é o 8º objetivo da Agenda 2030, plano de ação global capitaneado pela Organização das Nações Unidas (ONU) que reúne 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS). Para alcançar essas metas, é preciso que haja oportunidades de trabalho para todas as pessoas em situação de vulnerabilidade e é nesse ensejo que as empresas possuem um importante papel, pois são responsáveis pelo crescimento econômico e pela geração de empregos.

No dia 20 de junho é o dia mundial do refugiado e a Toti Diversidade, edtech brasileira de ensino e inclusão de pessoas refugiadas e migrantes no mercado de trabalho de tecnologia, está fazendo pontes e conexões para que essa e outras metas da Agenda 2030 sejam trabalhadas, oferecendo, gratuitamente, formações em tecnologia para pessoas refugiadas nos modelos presencial e on-line. Nessas formações são abordados conteúdos voltados para as demandas técnicas do mercado, metodologias ágeis e soft skills. Além disso, a startup também oferta o suporte para que os alunos tenham condições de realizar o curso.

Para o cofundador da Toti, Eduardo Caldeira, as empresas de tecnologia não estão comprometidas com a contratação de refugiados, pois não os consideram como diversidade e/ou não estão com foco na causa. “Porém, pessoas refugiadas representam diversidade interseccional. Já que, além de estarem em situação de refúgio, também fazem parte de diversos outros grupos minoritários. Por exemplo, 46% das nossas cadeiras em aula são compostas por mulheres; pessoas pretas ou pardas representaram 56%. Além disso, LBGTfobia é uma grande causa para migrações forçadas”, explica.

Atualmente, a Toti está trabalhando com seis dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (1, 4, 5, 8, 10 e 17) e está criando oportunidades para que empresas de tecnologia também contribuam com o ODS 8. “O foco principal da Toti é a empregabilidade do estudante. Por isso, após a finalização das aulas, conectamos as pessoas formadas com nossas empresas parceiras. Ao contratar uma pessoa refugiada na área da tecnologia, a organização está oferecendo uma oportunidade de trabalho com uma grande perspectiva de crescimento de carreira, diferente das oportunidades que essas pessoas recebem no dia a dia”, finaliza Caldeira.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.