Tecnologia e Internet

Compliance no setor público: o que é? Qual sua importância?

Abrir uma empresa envolve diferentes processos diferentes e, principalmente, deveres: desde burocracias até registros fiscais, esse é um processo complexo. Afinal, estar dentro da lei e outros atos normativos é bom também para a imagem da organização.

Na área pública, isso não seria diferente. Afinal, agir com respeito às regras e, principalmente, com transparência, é uma das maiores tendências atuais. Pensando nisso, dá para entender por que o compliance no setor público está tão em alta.

Atualmente, as pessoas estão cada vez menos tolerantes a erros e equívocos que podem levar à desorganização e até mesmo ao prejuízo na qualidade dos serviços públicos. 

Tanto para otimizar certos processos internos quanto para melhorar a imagem externa das organizações, a administração pública tem investido em mecanismos para garantir a transparência de suas ações.

A verdade é que, dentro desse cenário, isso pode trazer benefícios para todo país. Mas como? Para entender essa questão, devemos pensar na importância do compliance e até mesmo entender onde se encaixa a ideia da segurança de dados no setor público. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

O que é compliance no setor público?

O termo compliance vem do inglês “to comply”, que podemos traduzir como cumprir. Então, o compliance no setor público tem como principal objetivo garantir que todas as normas e regras estão sendo seguidas

Basicamente, a ideia é direcionar as empresas e organizações a agir conforme os atos normativos, tanto internos quanto externos. Dessa maneira, propõe uma conduta mais ética pelas partes que estão envolvidas nos contratos.

Essa prática já é amplamente utilizada nas companhias privadas, principalmente nas grandes corporações. Agora, cada vez mais, tem sido incorporada pelo setor público

Sendo assim, podemos entender como o compliance tem como principal função estabelecer uma conduta ética e responsável entre organizações privadas com o setor público. 

Isso porque o compliance age de maneira preventiva. A necessidade da criação de leis, normas, condutas e códigos fica ainda mais evidente quando pensamos nos escândalos de corrupção que já vimos no país.

Podemos observar um movimento do próprio poder executivo em relação à implantação do compliance, com a ideia de serem mais rigorosos com quem praticar atos contra o poder público. Uma dessas iniciativas, por exemplo, é a lei anticorrupção (Lei  nº 12846/13).

O papel do compliance no setor público, nesse caso, é garantir que a lei seja cumprida. 

Então, a concepção do compliance é organizar, ajustar e até mesmo corrigir as condutas das organizações para que elas não tenham problemas no futuro. Já dá para entender um pouco mais sobre a importância dessas ações para qualquer tipo de empresa, certo?

Qual a importância do compliance no setor público?

São muitas questões que as companhias devem estar atentas, para além de normas e legislações, mas estamos falando também sobre organização e transparência

Isso porque, não é possível contar apenas com a ética individual dos servidores, mas é necessário ter um maior controle das ações que são feitas e até mesmo que ocorra a correção de possíveis desvios.

Afinal, principalmente dentro de um cenário de instabilidade econômica, o bom gerenciamento dos recursos públicos é algo relevante não apenas para a população, mas também para possíveis investidores.

Um dos pontos que tem ganhado mais atenção nos últimos tempos é em relação à segurança de dados no setor público. Em um mundo cada vez mais digital, em que inúmeras informações relevantes estão na nuvem, o mínimo que podemos é nos preocupar com isso, certo?

Temos um exemplo de um caso em 2017, quando um grupo de hackers fez um ataque às infraestruturas de TI em mais de 70 países, afetando diversas empresas e órgãos públicos. Um desses locais foi o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do Rio de Janeiro. 

Quando um órgão público se preocupa tanto com a gestão quanto com a segurança das informações, também evita que esses ataques e tipos de ações similares prejudiquem a continuidade dos processos e dos trabalhos.

Atualmente, muitos dos bancos de dados utilizados na administração pública são hospedados na nuvem, o que já traz mais segurança à solução. Muitas áreas do setor público, por exemplo, usam os serviços do Google Cloud Platform.

A ideia é exatamente trazer mais agilidade e eficiência para organizar os servidores internos, além de manter os dados seguros dentro da nuvem e em conformidade com os requisitos para acesso e segurança.

Agora que falamos sobre a importância da segurança de dados no setor público, vamos entender como o compliance dentro desse setor pode trazer inúmeros benefícios, inclusive possibilitando a criação de um melhor relacionamento com possíveis investidores. Confira!

Vantagens do compliance no setor público

1. Melhoria do ambiente de trabalho

Quando uma empresa (seja do setor público ou privado) tem uma postura ética e, principalmente, responsável, é possível que os colaboradores se sintam mais à vontade para exercer suas funções. Isso sem falar que a própria questão do bom exemplo favorece a melhoria do relacionamento, inclusive impactando na produtividade.

2. Redução de custos

Como ocorre a diminuição de custos por meio do serviço de compliance? A ideia por trás disso é que, dessa maneira, a organização consegue evitar erros e atrasos no pagamento de tributos. Com isso, temos menores chances da necessidade de pagar juros ou multas.

3. Gestão de riscos

Como já falamos, um dos principais objetivos do compliance no setor público é a ação preventiva, ou seja, antecipar problemas para evitar que eles ocorram. Então, quando colocamos isso em prática, temos a diminuição de riscos que podem afetar tanto a imagem quanto o desempenho da instituição.

4. Atração de investimentos

Sabemos que a administração pública muitas vezes precisa se aliar ao setor privado para conseguir desenvolver projetos e alcançar os resultados esperados. Entretanto, cada vez mais as empresas privadas se preocupam com a transparência e a ética das organizações, o que evidencia ainda mais o papel do compliance.

Além disso, não podemos deixar de lado a melhora da imagem da instituição que isso pode trazer, o que permite uma melhor comunicação externa dos resultados e, consequentemente, também pode atrair mais investidores.

Entendendo a importância do compliance tanto no setor público quanto privado e as vantagens de aplicar isso às empresas de qualquer porte é fundamental para pensar na relevância que a transparência tem nos dias de hoje.

Cada vez mais, as organizações se preocupam em mostrar os seus valores éticos, o que evidencia a preocupação em evitar e eliminar erros que prejudiquem a saúde financeira pública e, consequentemente, os serviços que são prestados.Este post foi escrito pela equipe da Safetec, uma empresa estabelecida no conceito de inovar a forma de trabalhar das organizações, através de soluções de computação em nuvem focadas em comunicação, colaboração e produtividade.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.