Com mais de 3 milhões de usuários, TradeMap é a única plataforma independente do mercado financeiro

Fintech se mantém à frente com soluções que consolidam informações de diferentes investimentos e proporcionam protagonismo aos usuários

Criado em 2018, o TradeMap é considerado o maior hub do mercado financeiro brasileiro, com mais de 3 milhões de usuários na plataforma e integrados às principais corretoras e casas de análises do país. Com apenas três anos, a fintech cresce de forma rápida e é a única plataforma independente do mercado.

Ao consolidar em um único ambiente informações e ferramentas para todo o perfil de investidor, o TradeMap tornou-se uma solução one-stop-shop pioneira e antecipou o open banking há dois anos ao se integrar nativamente com as principais corretoras brasileiras, norte-americanas e de criptomoedas. Desde o seu lançamento já se estruturou como um modelo de negócio agnóstico e plural, ao trazer todas as ofertas, marcas e opções de investimento disponíveis no mercado e empoderar o investidor com conhecimento e ferramentas para fazer as melhores escolhas. “Com a independência conseguimos ter a confiança dos investidores de que sempre apresentaremos as informações e ofertas sem nenhum tipo de viés”, conta Gustavo Reis, sócio e diretor responsável do hub.

Hoje a base de usuários do TradeMap já conta com 80% dos investidores pessoa física da B3. A plataforma também possui a maior base de pré-investidores do mercado, ou seja, aqueles que ainda não abriram conta em corretora ou não começaram a investir em renda variável e utilizam o TradeMap para se educar e consumir conteúdo até estarem prontos para seus primeiros passos na renda variável.

Além de cursos que promovem desde o básico da educação financeira até imersões na Bolsa de Valores para aprender a operar, o usuário tem acesso a ofertas de renda fixa, estratégias de investimentos, sugestão de carteiras recomendadas, aplicações em outros países, entre outras funcionalidades, que agregam conhecimento e democratizam o mercado.

“Queremos que o usuário saiba o que está fazendo, e não apenas siga ordens sem entender se isso será bom ou ruim para os seus investimentos”, diz Reis.

A fintech proporciona ao investidor a facilidade de acompanhar todos os seus investimentos em um único local, fazer transações de compra e venda, acompanhar notícias, entre outras funcionalidades. Isso faz com que os principais influenciadores e criadores de conteúdo sobre finanças e investimentos usem o TradeMap no dia a dia. “O TradeMap trabalha para estar à frente do mercado, e nasceu porque entendeu a necessidade de facilitar o acesso das pessoas físicas a todo tipo de investimento”, explica o executivo.

Considerado uma referência no mercado, até mesmo para players institucionais, o TradeMap tornou-se um case de sucesso da Valemobi, empresa que criou a plataforma. A startup também é procurada por corretoras e outras instituições do mercado para inserir funções e visualizações do TradeMap em suas plataformas. Não à toa, a Valemobi foi reconhecida pelo Financial Times como uma das empresas do setor financeiro que mais cresceram em 2020.

Esse potencial chamou a atenção da Dynamo, que administra recursos em renda variável no mercado brasileiro e adquiriu 10% da companhia. “Esse aporte serviu para que a empresa pudesse investir ainda mais em desenvolvimento e contratação de pessoal, para que continue à frente do mercado, buscando e criando soluções que facilitem a vida do investidor e movimentam ainda mais o setor”, finaliza Reis.

Sobre o TradeMap

O TradeMap é o maior e mais completo hub do mercado financeiro do Brasil, com ferramentas para apoiar seus usuários na hora de acompanhar e operar o mercado e seus investimentos com a máxima prontidão, rapidez e segurança – tanto pelo aplicativo quanto na web. A fintech nasceu em 2018 e concentra mais de 3 milhões de usuários, o que a consolida como a solução definitiva para todos os tipos de investidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *