Negócios e Política

05 ferramentas de gestão financeira para pequenas empresas

Você tem uma pequena empresa e fica perdida em como administrar as finanças? Fazer tudo sozinha é pesado, mas te garanto que ao inserir hábitos de sempre manter essas ferramentas atualizadas com as devidas informações, o processo fica mais automático, mais leve e eficiente.

Quer saber como aplicar ferramentas simples de gestão financeira e nunca mais se perder nas finanças do seu negócio? Então leia esse artigo até o final.

1. Planilha de Fluxo de Caixa

A planilha de fluxo de caixa é a porta mais fácil de entrada no mundo da organização financeira. Consiste em uma planilha, que pode ser feita em um editor de planilhas ou até em um simples caderno, na qual você vai preencher cada centavo que entra e sai da sua empresa. Comprou um insumo de escritório? Anote! Tomou um cafezinho a caminho de uma reunião? Anote também!

No fechamento do mês você pode avaliar tudo que você gastou e recebeu na empresa. Com esses dados em mãos é possível traçar os próximos passos para o crescimento da empresa.

O saldo ficou negativo? Volte e analise quais foram os gastos e quais deles você pode reduzir ou eliminar para o próximo mês. Não consegue reduzir nenhum gasto? Trace estratégias para vender mais e equilibrar o saldo final.

2. Planilha de Faturamento

A planilha de faturamento é um complemento da análise de fluxo de caixa. Essa planilha é um relatório completo de todo o faturamento da sua empresa por tipo de produto com ou serviço. Através dela é possível analisar o ticket médio mensal, os produtos e serviços mais vendidos e os que têm baixa adesão ao mercado.

Além de conseguir visualizar em números (que não mentem!) quanto sua empresa está faturando mensalmente, fica simples enxergar quais devem ser os próximos passos para crescimento analisando as melhores vendas e qual o perfil de consumo. Bem como te ajuda a enxergar quais produtos ou serviços precisam sair do seu portfólio urgentemente.

3. Gerenciador de Notas Fiscais

O gerenciador de notas fiscais é essencial para controlar tudo que entra na sua empresa, bem como os impostos que deverão ser pagos. É um trabalho que exige certa burocracia e um alto nível de organização, por isso o gerenciador é tão importante.

Em termos de responsabilidade contábil com a Receita Federal, esse é o controle mais importante que não pode ser evitado. Com todas as notas organizadas, o processo de consulta desses documentos fica fácil tornando o processo menos burocrático.

Lembre-se que a nota fiscal é um documento que precisa ser guardado por pelo menos 5 anos por exigência da Receita Federal. Por isso, priorize a organização.

Com essa organização em mãos, sua empresa não perde os prazos de pagamento de impostos, que pode acarretar multas.

4. Apps Banco

O app do seu banco pode ser um grande aliado no seu controle financeiro. Na rotina corrida do dia-a-dia, nem sempre temos tempo de anotar tudo que foi comprado ou recebido naquele dia. Por isso, consultar o extrato detalhado do banco pode te ajudar nos momentos que você senta para organizar sua planilha de faturamento e fluxo de caixa.

Alguns apps de bancos também tem a função de categorizar os gastos (principalmente no cartão de crédito) e até fornecem um gráfico de pizza ou barras com o volume de gastos por categoria.

Mas, se o seu banco não oferecer esse recurso, não se preocupe: a planilha financeira bem preenchida já vai ter fornecer esses resultados e até uma visão mais completa.

5. Planilha P&L

Essa é a famosa planilha de demonstração de perdas e lucros. É um relatório de resultados para saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo.

Essa análise pode ser feita de toda a empresa ou determinado produto ou conjunto deles, dessa forma é possível avaliar a situação financeira de cada departamento em relação à realidade global da empresa.

Esses resultados te permitem definir estratégias, comparar a situação atual da empresa com os períodos anteriores, avaliar alguma discrepância entre receitas e gastos. 

Com essa modalidade de planilha é possível avaliar: faturamento total, custo da unidade, custo para fabricar, custos de administração, lucro bruto e lucro líquido.

Agora ficou mais claro como utilizar as ferramentas de gestão financeira de maneira inteligente e adequada para o seu negócio? Comece hoje mesmo aplicando as ferramentas e tenha uma visão global para traçar estratégia de crescimento do seu negócio.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.